O título desse post é talvez uma das perguntas que mais recebo no Instagram. Se você não nos segue por lá, vou te dar 2 minutinhos para ir lá seguir, enquanto eu te espero voltar aqui pro blog. O insta é a @DoisFarofasNaAlemanha.
Já foi lá? Já seguiu? Posso continuar aqui? Então, partiu post!

Eu normalmente respondo individualmente às pessoas que têm interesse de estudar em casa sobre o que faço. Mas percebi que assim nem todo mundo teria acesso às informações. Por isso decidi escrever sobre o tema aqui no blog para quem tem interesse de criar uma rotina de estudos em casa.

Primeiro, preciso dizer que nem sempre estudei em casa. Eu já frequentei cursos regulares presenciais que me ajudaram muito no processo de aprendizado, incluindo aulas na Deutschakademie e Volkshochschule. Porém, no momento presente, me senti confortável de estudar em casa.
Caso você sinta que precisa de uma escola presencial para ajudar no seu aprendizado e rotina, não hesite em procurar uma. Você sabe melhor do que todos o que é melhor para você.
No entanto, ter estudado presencialmente nunca alterou a minha rotina de estudos em casa. Lá vai uma primeira dica aqui pra quem faz aulas presenciais:

A rotina de estudos em casa é o que consolidará o que você aprendeu em aula.
O tempo de aula é insuficiente para que você fixe todo conteúdo aprendido. Nesse caso, a repetição através de exercícios, vídeos e etc te ajudarão a ter melhor desempenho.

Mas vamos ao que interessa que é o tema deste post! Tentarei ser o mais objetiva possível para que as dicas fiquem claras e possam realmente te ajudar.

Existem algumas “regrinhas de ouro” que considero importantes para quem pretende estudar em casa:

  1. Você precisa querer. E querer não significa necessariamente que você estará motivado e feliz para estudar todos os dias. Querer significa que você está disposto a fazer o que tem que ser feito, até que aquilo se torne parte da sua rotina.
  2. Você precisa estabelecer metas realistas de estudos e cumpri-las. Não adianta dizer pra si mesmo que irá estudar 3 horas seguidas sabendo que você ainda não tem concentração para isso. Metas não realistas geram frustrações desnecessárias. Se o que você consegue é inicialmente estudar cerca de 1 hora seguida, ótimo! Rotina de estudos é igual série de academia. Você não começa levantando 100kg, mas, aos pouquinhos, você se vê obrigado a aumentar a carga porque sua carga inicial vai ficando cada vez mais leve.
  3. Estabeleça horários de estudo e desconecte-se do mundo. Escolha um horário do dia para estudar e cumpra-o. Se para você é melhor estudar entre as 9h e 10h da manha, faça isso todos os dias, sem desculpas. Lembre-se que o dia em que você não estuda, o único que sai perdendo é você. E que não estudar também é uma escolha e não uma consequência do desânimo, cansaço ou etc… O seu aprendizado é sua responsabilidade.
    Aqui cabe uma pequena história pessoal que mudou toda minha maneira de lidar com as minhas responsabilidades. Há alguns anos atrás quando eu fazia terapia, cheguei alguns dias atrasada à consulta por motivos irrelevantes e um dia disse à minha psicóloga: “Fulana, desculpe meu atraso”. Ela me olhou e disse: “Você não me prejudicou em nada, não tenho o que desculpar. A única pessoa com quem você precisa se desculpar é consigo mesma, porque foi você quem perdeu 20 minutos que eram exclusivamente seus”.
  4. Escolha um local calmo e sem muitos estímulos distratores para seu tempo de estudo. Se estudar em casa te distrai, tente a biblioteca, um café ou outro lugar. Aqui cabe a cada um entender o que acha mais confortável.
  5. Sábado e domingo são dias úteis pra você até que você esteja falando muito bem alemão. Enquanto não estiver, eles continuam sendo dias de estudo. É o mesmo esquema da reeducação alimentar: não adianta comer bem a semana toda e no final de semana afundar o pé na jaca.
    Mas também sei que o final de semana é corrido e você quer descansar de tudo o que você viveu na semana! Então, reserve para o final de semana um pequeno tempo de estudo mais divertido e leve, como por exemplo: ouvir uma música e tentar aprendê-la, ver um vídeo curtinho de alemão sobre algum tema que te interesse, tentar aprender uma receita em alemão no youtube, etc. Coisa de minutinhos mesmo!
  6. Saiba reconhecer os momentos em que você realmente precisa de uma pausa! Nesse processo de estudos, existe sempre um dia em que a gente se sente o ser humano mais burro do universo e mal consegue se concentrar no que está fazendo. Nesse momento, pare! Tome um banho quentinho, tome um café, respire, se acalme, faça uma pequena pausa. E assim que estiver mais tranquilo, retorne aos estudos. Mas realmente retorne aos estudos :).
  7. Tenha um livro como base para os seus estudos. Escolha um livro para segui-lo do início ao fim. Assim você não se sentirá perdido ao longo dos estudos. Caso tenha dúvida em algum tema do livro, existem sites na internet que podem complementar seu conhecimento como o https://mein-deutschbuch.de/startseite, https://deutsch.lingolia.com/de/ e http://www.aprenderalemao.com/.
  8. Coloque em prática tudo o que você tem aprendido. Está indo ao mercado? Faça sua listinha de compras em alemão. Acabou de tomar banho e escovar os dentes? Tente mentalmente explicar o que você acabou de fazer em alemão: “Ich habe geduscht”, “Ich habe mir die Zähne geputzt”. Está na rua e quer uma informação? Use seu alemão!
    Não tenha medo de falar! Você cometerá erros inicialmente e acredite: alemães também cometem! Nem todo mundo no Brasil fala o português corretamente. Saiba que na Alemanha não é diferente! Quando você notar que errou, não se sinta frustrado. Apenas tome isso como um sinal de que ainda há um tema que você precisa estudar um pouco mais.
  9. Quanto mais contato com a língua, mais você “amaciará” seus ouvidos. Sei que em alguns momentos parecerá que nada faz sentido. Mas não acredite nisso, você está impregnando seu cérebro com informações auditivas relacionadas à pronúncia e também adquirindo vocabulário. O que eu sempre fiz, foi ouvir músicas infantis até aprende-las e entender o que cada uma queria dizer.
    Existe um canal no youtube chamado “Sing mit mir – Kinderlieder” (https://www.youtube.com/user/SingKinderlieder) que tem músicas fáceis de acompanhar e todos os videos possuem legenda para deixar tudo menos complicado ainda!
    Mas existem outras opções: assistir seriado, desenho, filme, documentário, músicas. O que vale aqui é acostumar os ouvidos!

Agora ficam as dicas de livros, sites, canais no youtube e aplicativos para quem está aprendendo alemão:

Livros: (mas você pode usar o que você tem em casa, é claro!)

  • A dica dessa coleção abaixo da editora Schubert recebi da querida Rode do @entre_duas_culturas e realmente são livros muito bons:
    A‑Grammatik: Übungsgrammatik Deutsch als Fremdsprache (Para níveis A1 e A2);
    B‑Grammatik: Übungsgrammatik Deutsch als Fremdsprache (Para niveis B1 e B2);
    C‑Grammatik: Übungsgrammatik Deutsch als Fremdsprache (Para níveis C1 e C2).
  • Para auxiliar na Gramática, os livros da Editora Cornelsen:
    Grammatik Aktiv- Deutsch als Fremdsprache A1-B1;
    Grammatik Aktiv- Deutsch als Fremdsprache B2-C1.

Youtube:

  • Deustch und Deustchland;
  • Learn German with Jenny;
  • Cristiane Heinrichs;
  • Deutsch lernem mit der DW.

Mais sites:

Aplicativos:

  • WordBit: Apenas para android. A cada vez que você precisar usar seu celular, na tela de bloqueio aparecerá uma nova palavra em alemão para ser aprendida.
  • BelinguaApp: É possível ouvir alguns Audiobooks em alemão de graça, enquanto você lê a tradução e o original. Alguns livros são pagos, mas há uma quantidade razoável de livros gratuitos disponíveis.

Instagram:

  • @DomiOnlineTeaching – Professora de alemão online que dá dicas para o aprendizado do idioma;
  • @TreinandoOAlemao – Para aumentar o vocabulário.

Por fim, quero dizer uma coisinha do fundo do coração para você que leu esse post e chegou até aqui. É comum que no aprendizado de idiomas, principalmente para nós que vivemos no país onde a língua acontece,  nós nos questionemos sobre nossa própria capacidade, achando que não sabemos nada ou que não conseguiremos nada. Mas lembre-se de que neste momento você apenas não sabe alemão e que isso não exclui todo conhecimento anterior que você adquiriu ao longo da vida (profissão, cursos, aptidões e etc). Não deixe que o fato de você ainda não dominar um conhecimento te faça duvidar de todo o resto.

Aprender um idioma é um processo que leva tempo, não se trata só de gramática, escrita e pronúncia. Se trata de conhecer culturalmente o valor de cada palavra, de saber o momento onde utilizá-la, de decodificar também a linguagem não-verbal, como sinais, as placas, os gestos, etc.
Com certeza hoje você sabe muito mais do que quando desceu do avião pela primeira vez na Alemanha. Orgulhe-se disso! E trabalhe para orgulhar-se cada vez mais das suas conquistas!

Espero que esse texto tenha ajudado você! Sei que ele não ficou sucinto como imaginei, mas foi escrito com muito carinho para ajudar você que assim como eu está nesse desafio de aprender alemão.

Um abraço,
Os Farofas.

Categories: Aprender Alemão

Os farofas

No final do ano de 2016, mais especificamente no mês de outubro, nos mudamos para a cidade de Munique, na Alemanha. Deixamos para trás alguns planos e trouxemos outros na bagagem. Dois Farofas Na Alemanha​ é uma página para falar da nossa experiência vivendo pela primeira vez fora do país, o contato com a nova cultura, as estranhezas, as descobertas, os sentimentos, a comida, as curiosidades e tudo mais que envolve o dia-a-dia de dois expatriados que carregam no peito e na vida a farofada que é o Brasil. Seja muito bem-vindo por aqui! Daiane e Hébert

7 Comments

Vanessa · January 20, 2019 at 12:52 am

Amei esse POST 😍😍 não vou estudar alemão mais serviu para os meu estudos 😍😍😍 obrigada dinda! 😘😘

    Os farofas · January 20, 2019 at 9:28 am

    De nada, dinda 😍😍😍 Fico feliz demais que você gostou ❤

Lilian Santos · January 20, 2019 at 11:20 am

Muito bom! Você escreve muito bem. Obrigada por compartilhar sua experiência.! Com certeza a leitura já me ajudou muito!
Obs.: já te sigo no insta e você já me ajudou muito.

Lilian Santos · January 20, 2019 at 11:24 am

Muito bom! Você escreve muito bem.
Obrigada por compartilhar sua experiência! A leitura já me ajudou muito.

Obs.: já estou te seguindo no Instagram e você já me ajudou. Rs

    Os farofas · February 6, 2019 at 6:24 pm

    Muito obrigada, minha querida!!! <3

    Fico muito feliz em ajudar! E no que precisar, estou sempre aqui!

Bruns · January 20, 2019 at 1:13 pm

Amei o post, estou na Alemanha e realmente tem dias tão frustrantes com a língua, que dá um desânimo. Obrigada por compartilhar esse texto incrível conosco. Bjoss

    Os farofas · February 6, 2019 at 6:23 pm

    Ah, fico super feliz que meu texto tenha de alguma forma ajudado. Eu que agradeço pelo comentário!!!
    Realmente o processo de aprender um idioma novo e tao diferente não é nada fácil. Mas somos capazes e vamos conseguir <3

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *